quarta-feira, 23 de junho de 2010

Immunet Protect ,a proteção vem das nuvens: um novo conceito de antivírus para proteger seu PC e de quem mais você quiser

A proteção vem das nuvens: um novo conceito de antivírus para proteger seu PC e de quem mais você quiser.

Que a proteção proporcionada aos nossos computadores por um antivírus é essencial todos já sabem. Mas, já pensou se você pudesse criar uma comunidade com seus amigos e parentes na qual todos estivessem protegidos? Esta é a proposta do Immunet Protect. Baseado em Cloud Computing, este programa visa trazer proteção global para você e todas as pessoas que forem convidadas ao seu grupo.
A ideia principal do Immunet Protect é que não adianta cuidar de computadores em isolado, mas sim que devemos proteger todos aqueles associados ao nosso. Com isso, ele oferece uma forma de integração para usuários na forma da criação de uma comunidade virtual de proteção.
Para utilizar este programa você precisa ter uma conta de usuário e pode criá-la clicando aqui. Esta ferramenta utiliza computação nas nuvens e requer necessariamente que seu computador tenha acesso à internet para funcionamento correto. Lembre-se também de alterar as permissões em seu firewall de forma a autorizar o programa.
A interface do programa encontra-se dividida em setores que podem ser acessados por meio dos botões dispostos na parte superior da janela do programa. Basicamente, o programa é composto de quatro categorias: “Summary“, “History”, “Scan” e “Settings”.

Informações gerais e de conexão
Em “Summary” é mostrada uma visão geral do programa, com o número de ameaças virtuais para as quais ele está oferecendo proteção e quantas pessoas estão conectadas no momento. Como este programa depende da internet para seu funcionamento correto,  quando ele estiver ativo, na tela do será mostrada a mensagem: “Cloud Protection is Active”, com um símbolo verde, representando que seu computador está corretamente conectado.
Caso nesta tela você veja um símbolo vermelho e a frase “Cloud Protection is Inactive”, significa que por algum motivo o programa não está conseguindo se conectar à internet. Se isso acontecer, é preciso checar se a conexão está funcionando corretamente. O programa tenta se reconectar automaticamente a cada trinta segundos, mas se ele permanecer offline, verifique também as permissões do seu firewall e tente reiniciar o computador.


 O gráfico exibido na tela mostra quantos programas foram instalados recentemente, inclusive com o dia do mês em que isso aconteceu. Eles são divididos em duas categorias: "ameaças", exibidos como uma barra vermelha e "limpos", representados por uma barra verde. Se você passar o mouse sobre o gráfico, uma janela com detalhes é mostrada.

Como convidar pessoas?
Para convidar pessoas para sua rede de proteção, clique na opção “Invite”. Isso faz com que uma janela de seu navegador seja aberta e nela estão as informações de quantas pessoas já fazem parte de sua comunidade. Por esta janela você convida pessoas por email (clicando na “cartinha”) ou importa seus contatos do Facebook, Gmail ou Yahoo! clicando em um dos respectivos ícones.
O programa solicitará seu nome de usuário e senha para o login que foi especificado. Em seguida, ele importa automaticamente todos os seus contatos. Então, basta escolher aqueles que você deseja que façam parte de sua comunidade e enviar os convites clicando no botão “Invite”. Esta função só funcionará corretamente se o programa estiver online.


Em “Register” você pode associar seu computador com a conta previamente registrada. A opção “About” exibe detalhes de versão do programa e, caso você esteja com dúvidas na utilização desta ferramenta, “Help” abre a Wiki (em inglês).


Histórico e eventos
A aba “History” contém o histórico de todas as atividades executadas pelo programa. Aqui são mostrados os resultados das verificações (scans) feitas no computador, e os que foram enviados para a quarentena - com as ameaças.
Você pode escolher uma data para a exibição dos resultados (últimas 24 horas, 7 dias, 30 dias, 100 dias ou personalizada) e, por meio da seleção de uma entrada em conjunto com o botão “More Details”, uma descrição detalhada do processo é exibida ao lado direito.

Verificação do computador em busca de ameaças
A aba “Scan” permite que você faça uma varredura de seu computador em busca de ameaças. Esta verificação é feita nos programas que estejam em atividade em seu computador e nos Registros do Windows. Ao lado esquerdo desta tela são mostrados os arquivos escaneados, ameaças encontradas, tempo decorrido desde o início do processo e andamento da verificação.
Você pode optar por ativar/desativar as opções “Scan Running Processes” - responsável pela varredura nos programas ativos no computador - e “Scan Loadpoint Processes” - que faz a verificação nos programas que serão inicializados no boot do Windows.

Configurações extras do programa
As configurações acessadas a partir do botão “Settings” são responsáveis pela definição de um grau extra de proteção que pode ser ativado (“Protection Settings”) e pelas mensagens que serão exibidas a partir de eventos específicos (“Notification Settings”). Estas opções podem ser apenas ativadas ou desativadas.
Em “Monitor Application Install” examina todos os programas e aplicações que são instalados no computador, incluindo aqueles que são instalados por outros aplicativos em segundo plano (como uma atualização).
“Monitor Application Start” examina os programas quando eles são inicializados no computador. Isso pode ser útil para detectar alguma ameaça que pode não ter sido detectada durante a instalação.


“Active Protection Mode” faz uma prevenção contra instalações de aplicativos em seu computador até que eles sejam considerados seguros. Esta é uma boa forma de prevenir que programas maliciosos sejam sequer instalados. A opção “Cloud Notifications” é responsável por exibir notificações com relação à conectividade “nas nuvens”, incluindo mostrar mensagens quando a conexão for iniciada.
Quando “Verbose Tray Notifications” estiver ativa, o programa informa todos os eventos a partir de uma mensagem exibida em seu ícone na Bandeja do sistema (systray).

Para não ficar com um pé atrás
Se mesmo assim você não se sente confiante o suficiente para utilizar os recursos do Immunet Protect, saiba que ele não funciona apenas como um antivírus, mas também como uma verdadeira ferramenta complementar de proteção.

 
Isso significa que, além dele, você pode utilizar qualquer outro aplicativo para impedir que seu computador seja atacado por pragas virtuais. Portanto, não precisa se preocupar em desfazer-se de seu AVG, Avira, Microsoft Security Essentials ou outro antivírus que você utiliza: o Immunet Protect trabalha perfeitamente em conjunto com todos.
Além disso, ele possui um sistema multimotor de proteção, ou seja, funciona como se fosse vários programas trabalhando ao mesmo tempo. Uma pequena prova de sua eficiência é que ele utiliza o mesmo sistema de busca do ClamAV e Avira.


Para colocar um ponto final nas dúvidas, o Immunet Protect trouxe um novo recurso para tornar sua eficácia ainda mais inquestionável. Se ele já era fantástico enquanto gratuito, o que dizer de uma versão paga?
Calma! Isso não significa que você vai ter de pagar para utilizá-lo. O serviço “Plus” é opcional e apenas quem quiser recursos extras para aprimorar as defesas do computador é que vai ter de desembolsar.
Ainda assim, o investimento vale a pena. Para quem aderir ao sistema “Plus”, são adicionas uma grande variedade de novas ferramentas, como a proteção contínua de emails, arquivos e documentos compactados. Isso sem falar da busca aprofundada (“Deep Scan”).

Rede social de segurança


 Mas de que adianta ter seu computador totalmente protegido se as pessoas com quem você se relaciona possuem PCs que são verdadeiras ameaças? Pois agora Immunet Protect traz a maneira perfeita de você saber quem são os contatos mais seguros de sua rede.
Para complementar o sistema de comunidade, foi adicionada uma interface mais dinâmica e intuitiva que exibe todos os seus amigos, além de informações sobre os perigos de sua região.
O grande destaque, entretanto, é o chamado “Fator de Proteção” (“Protection Factor”), uma espécie de índice gerado a partir de um simples cálculo: a quantidade de contatos dividida pelo número de ameaças bloqueadas em seu computador. Quanto menor for esse resultado, maiores as chances de sofrer com algum tipo de invasão.

Por Durval

Autor: Tércio Pinheiro
http://informaticamestre.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário