terça-feira, 3 de agosto de 2010

Crie o seu próprio CD de instalação do Windows, com drivers, programas prediletos e ajustes personalizados.

O nLite permite modificar os componentes incluídos no CD de instalação do Windows, gerando um novo CD personalizado. Ele é ideal para micreiros, fuçadores e técnicos. Você pode adicionar novos drivers de dispositivos (de forma que o Windows já seja instalado com eles),pode integrar Service Packs, pode configurar muitos itens da interface do Windows previamente e assim por diante.

Por um Windows mais leve... Personalizado... Ou por uma instalação mais prática: nLite!
O que a gente não faz por um Windows mais leve, não é? Anda fazendo sucesso o nLite, um programa que permite modificar diversas coisas no CD do Windows, e gerar um novo CD personalizado. Ideal para micreiros, fuçadores e técnicos. Você pode adicionar novos drivers de dispositivos, para já instalar o Windows com eles. Pode integrar Service Packs, para não precisar aplicar o SP depois da instalação. Pode configurar muitas coisas da interface do Windows previamente, de modo que ele já seja instalado com as suas configurações padrões. Pode integrar atualizações, assim você já instala com elas. Pode remover diversos componentes e serviços, como por exemplo, da chata - e inútil - Central de Segurança (do XP SP2) até o Internet Explorer. Pode deixar a instalação do Windows até 40% mais rápida, desativando e removendo o verificador de arquivos de sistema (SFC). É uma mão na roda para quem instala o Windows de tempos em tempos, ou para quem quer aplicá-lo em diversos computadores (escolas, empresas, lan houses...).

Nesse tutorial vamos criar um novo CD do Windows, otimizado para melhor desempenho. Você não precisa remover o suporte aos temas visuais, se você acha que o Windows ficará feio depois disso, pode tirar essas coisas da cabeça. Remova apenas o que você quiser. E o seu CD não será alterado - é obvio! Você sempre poderá instalar o Windows do CD original por cima (para manter as configurações e programas instalados, apenas adicionando os recursos que foram removidos), ou fazer uma nova instalação.

O desempenho do Windows XP Service Pack 2 em micros antigos é muito pior do que qualquer versão anterior do Windows. Removendo algumas coisas, ele pode ter um desempenho parecido ao do Windows XP SP1. É importante ter o SP2 instalado, especialmente no caso de máquinas diretamente conectadas à Internet, devido à questão da segurança. Com o nlite é possível usá-lo sem uma grande perda de desempenho.

E não é só para o XP: o nLite, enquanto escrevo, permite modificar os CDs do Windows 2000, XP e Server 2003 (não incluindo as versões de 64-bit). Nestes exemplos, estou trabalhando sob Windows XP, modificando o CD do Windows 2000 Professional.
Para começar: instale o nLite. Baixe-o no: http://soft-and-fun.net/CCM/nLite-1.4.9.1.installer.exe
Nota de instalação: Ele requer no mínimo o .NET Framework 2. Baixe-o no site da Microsoft, não forneço o link porque as coisas sempre mudam de lugar por lá... E só para prevenir, o .NET Framework 2 requer o Windows Installer 3 (padrão no Windows XP SP2, mas não presente nas versões anteriores).
Estando com ele instalado, mãos à obra... Você verá que ele pode ser útil em diversas situações, não somente para gerar um Windows mais leve. Provavelmente você não terá dificuldades com as outras seções dele, até porque, um dos idiomas disponíveis é o português.

O primeiro passo é copiar o conteúdo do CD do Windows para o HD. Certifique-se de ter pelo menos uns 2 GB livres na partição que você for utilizar, para dar conta dos arquivos temporários do nLite mais o ISO do CD. Esse espaço será recuperado depois, pois você poderá gravar o CD e então apagar a pasta copiada.

Abra o nLite, e escolha o idioma preferido. Na segunda tela, clique no botão "Procurar". Aparecerá a janela "Procurar pasta", insira o CD do Windows e localize sua unidade de CD (ou a pasta que contenha a pasta i386, esteja ela em qualquer lugar). Se for do CD, o nLite exibirá uma nova tela de procura de pasta, para você escolher o local da cópia (no HD). Crie uma pasta numa unidade com pelo menos uns 2 GB livres, e escolha a nova pasta criada. Agora, sente e relaxe enquanto o Windows é copiado para seu computador... (rs, salve Windows 98!).

Depois de copiado, você pode tirar o CD (cancele o instalador, se ele se abrir devido o AutoRun). O nLite identificará a versão e o idioma do Windows. Veja:


Clique em "Próximo". Se ele mostrar uma tela "Configurações", apenas clique em "Próximo"; essa tela permite recuperar as informações de opções usadas no nLite anteriormente, a partir de arquivos INI que ele salva.

Agora defina as opções que você irá querer alterar. Marque as que quiser. Veja como é a tela:


Para este tutorial, usaremos os itens "Atualizações críticas e add-ons", "Remoção de componentes", "Opções", "Modificações", "Otimizações" e "Criar uma imagem ISO auto executável". Clique em "Próximo".

A partir daí ele exibirá telas correspondentes às opções marcadas. No item "Atualizações críticas e add-ons" você pode adicionar updates do Windows, para que ele já seja instalado com essas atualizações:


As atualizações aceitas são normalmente arquivos executáveis com o nome "KB-alguma-coisa.exe". No caso, apliquei apenas o Windows Installer 3, que é necessário para instalar diversos programas recentes. Clique em "Inserir" e localize os arquivos das atualizações. Importante: não saia inserindo qualquer .cab ou executáveis, pois se eles não seguirem o padrão dos arquivos de atualização do Windows, poderão ocorrer erros durante a instalação. Por exemplo, experimentei incluir o IE6, inserindo o pacote correspondente. Ele foi inserido no CD, os arquivos eram copiados durante a instalação (sim, eu fiquei de olho na barra inferior da tela da instalação, ainda em modo texto, e vi os nomes deles no final da cópia dos arquivos, antes da primeira reinicialização), mas no fim, o IE 6 não foi instalado.

Na tela de remoção de componentes, abre-se uma tela por cima pedindo para selecionar algumas funcionalidades das quais você não quer abrir mão, de jeito nenhum:


Marque um item para que o nLite não permita a remoção de componentes fundamentais para ele. Se você modificar o CD do Windows XP Home Edition ou do Windows Server 2003, deve marcar o item "Ativação do Windows", pois se você remover componentes necessários para a ativação, seu Windows não poderá ser ativado - mas deixará de funcionar normalmente depois dos tantos dias. No Windows XP Professional não há esse problema, pois ele não pede ativação (mas prepare-se, porque todas as versões do Vista passaram a pedir...).

Enfim, marque recursos essenciais para você, e dê OK. O nLite esconderá as opções referentes aos itens que você marcar, para que estes itens não sejam prejudicados. Do que sobrar, você pode remover tudo o que quiser. Ao selecionar um item, aparecerá a descrição dele no lado direito. Marque os itens que deseja REMOVER da instalação. Leia os comentários à direita com atenção! Veja:


Por aí você pode remover coisas como a Central de Segurança, os sons do Windows, as inúteis músicas de exemplo que ficam na pasta "Minhas músicas", alguns serviços do Windows, o assistente de limpeza de disco (que muitas vezes só enche o saco!), etc. Cuidado ao remover o Internet Explorer, se quiser mesmo, é recomendável remover ele, mas não o núcleo. Se você remover o núcleo do IE, diversos programas que usam a interface de visualização HTML do Windows deixarão de funcionar - incluindo a ativação do Windows, a ajuda em HTML, a ajuda do Windows, etc. Se remover o Outlook Express, perderá o suporte a MHT, aquele formato de arquivo onde o IE salva num único arquivo uma página da web com imagens e todo o conteúdo dela (aliás estou para comentar há um tempão! Arquivos .MHT são meros arquivos .EML do Outlook, só que com a extensão .MHT - não passam de uma mensagem de e-mail com anexos, sem remetente! Renomeie um arquivo .MHT para .EML e abra no Outlook Express, ou melhor: num editor de textos puro... Ou, renomeie um arquivo .EML para .MHT e abra no IE!). Particularmente, uma vez removi o núcleo do IE para testar (o Windows ficou outro, bem leve e menos chato), mas depois não consegui instalar o IE a partir do instalador dele, nem o 6, nem o 7. Enfim, depois de marcar tudo aquilo que você odeia ou quer tirar do seu Windows, avance a tela.

Aparecerá uma tela com duas abas onde você pode definir algumas outras opções, e configurar a inicialização de alguns serviços. Veja:



Deixe como preferir, SEMPRE LENDO o que está fazendo, e avance.

Você irá para a tela de modificações:


Se você usa conexões em rede, ou quer manter seu Windows XP como servidor de uma rede de 100 computadores, por exemplo, pode escolher esse número (ou mais) no primeiro campo, "número máximo de conexões simultâneas". As versões Professional do Windows normalmente permitem até 10 conexões simultâneas - é um limite aplicado, mas passível de liberação técnica! No screenshot, está desativado, pois a modificação desse item não é suportada para o Windows 2000.

Se for o Windows XP ou Server 2003, você pode escolher "Ativado" no item referente ao UxTheme. Isso já libera suporte aos temas visuais de terceiros, sem que você precise crackear o UxTheme.dll depois. O nLite não irá substituir o uxtheme.dll por outro, como normalmente ocorre ao trocá-lo manualmente (ficando com os previews dos temas em inglês, por exemplo, nas propriedades da área de trabalho). Ele irá alterar diretamente o arquivo do Windows que estiver sendo modificado.

Uma grande utilidade, que pode deixar o desempenho do Windows um pouco mais leve em determinadas situações, mas reduz DRASTICAMENTE o tempo de instalação, é desativar o SFC. É a proteção de arquivos do Windows, que verifica os arquivos de sistema se não foram alterados, e se tiverem sido, pode restaurá-los automaticamente. Se você desativar, a instalação se dará em cerca de 15% a 45% mais rápida. Mas não será possível usar o comando SFC depois. Usei por um tempo (basicamente para testar), mas não recomendo. A instalação fica mais rápida, mas o uso do Windows se torna menos seguro, deixando-o mais propício à instabilidades. Você deverá usar programas confiáveis depois, pois se algum programa antigo - ou mal intencionado - substituir arquivos do Windows, eles não poderão ser recuperados automaticamente (mas sim manualmente, usando o comando extract, e somente se você souber os nomes e locais dos arquivos a restaurar!). Pense bem, Proteção de Arquivos do Sistema foi um dos melhores recursos implantados no Windows ("funcionalmente" a partir do Windows 2000, para ser mais preciso; o Windows 98/Me diz na instalação que tem um verificador automático de arquivos de sistema, mas não é automático porcaria nenhuma).

Avançando, você pode definir diversas otimizações e pré-configurar algumas opções do Windows:


As opções escolhidas serão aplicadas ao usuário padrão e a todos os outros; as configurações pessoais poderão ser alteradas depois, caso os usuários queiram. Marque o item "Mostra avançada" se quiser explorar mais itens, alguns que ficam ocultos na configuração padrão.

Está quase pronto. Agora é com o nLite. Clique em "Voltar" se quiser rever ou alterar algumas opções. Se estiver pronto, ao avançar, o processo de modificação será iniciado. Sente e relaxe enquanto o nLite processa os arquivos do novo CD do Windows... (eu adoro essa frase ;). Demora um pouco, em torno de meia hora, em média, e depende das alterações feitas. Para o Windows 2000 (com ou sem SPs) ou XP até o SP1 é mais rápido do que para o Windows XP SP2 ou Server 2003. Claro, vai depender do seu computador também. Dependendo das opções alteradas, o nLite pode usar mais de 1 GB de espaço em disco temporariamente, especialmente se você adicionar muitas atualizações ou drivers (pois ele precisa descompactar arquivos, atualizá-los, e depois compactar novamente). Veja a tela de progresso:


O nLite aplica as modificações nos arquivos de instalação, removendo ou adicionando - e configurando - os itens. Ao finalizar, ele mostra o tamanho que foi reduzido do CD:


Se você adicionou atualizações ou drivers, esse número poderá ser negativo, indicando que o CD final ocupa mais espaço do que o original (lembra-se das aulas de matemática? "menos com menos dá mais", se você tirar uma quantidade negativa, estará automaticamente adicionando uma positiva...).

Avançando, estamos na última tela funcional:


Aqui você pode criar um ISO, uma imagem de CD bootável. Bastará gravar em CD, instalar e usar seu Windows personalizado! Rotule o CD como quiser, no campo "Nome do ISO". Evite usar muitos caracteres. Se você quiser, antes de clicar em "Criar ISO", adicione arquivos ou pastas à pasta onde você mandou copiar os arquivos do Windows para o HD. Eles ficarão no CD, como se tivessem sido gravados nativamente (por meios parecidos os "piratas" adicionam arquivos de texto com o número serial, sem perder o boot do CD). Clique em "Criar ISO", escolha onde salvar na janela "Salvar como" e pronto. Espere mais um pouquinho, e estará pronta a imagem de CD. Se você quiser, pode gravar a pasta dos arquivos diretamente, mas aí o CD não será bootável. Se quiser testar diretamente, pode instalar o Windows personalizado executando o instalador diretamente da pasta, sem nem precisar gravar num CD (desde que você instale em outra partição ou pasta, sem formatar o HD, claro).

Dica especial: você tem um CD do Windows que não dá boot, porque foi copiado de forma incorreta? Abra o nLite e marque apenas a opção "Criar uma imagem ISO auto executável". O processo será bem mais rápido, e no final você tem um ISO bootável, que poderá ser gravado num novo CD. Para evitar perder o boot de CDs ou DVDs bootáveis (qualquer um), sempre copie usando o comando "Gravar Imagem" no seu programa de gravação, e não copiando os arquivos para uma pasta usando um gerenciador de arquivos, seja o Windows Explorer ou o Konqueror.

Aplicando modificações legais para mim no Windows XP Service Pack 2, consegui remover 180 MB do CD do Windows, além de remover as pastas "VALUEADD" e "SUPPORT" no final.

Antes de finalizar... É bom não deixar a ilusão, no entanto, de que o Windows será "muito" mais leve que o original. Ele terá menos processos residentes, menos frescuras, sim, dependendo dos componentes removidos. Mas o modo como o sistema trabalha, as funções do kernel e das APIs, etc, não mudam em nada. Só é possível usar softwares como o nLite porque o próprio Windows é modular, dividido em "pacotes". A diferença entre o Windows e o Linux nesse ponto é que, estes pacotes são empacotados e embutidos no sistema por uma única empresa (sua software-house, Microsoft), de forma fechada e praticamente não documentada.

Existem também a "versão" do nlite para windows vista, é o VLITE, seu uso é semelhante ao do nlite e também pode ser usado com o windows 7. Um inconveniente do vlite é a obrigatoriedade da instalação do WAIK (Windows Autommated Installation Kit), um arquivão de 1,34 GB. Para usar o vlite sem a necessidade do WAIK baixe o arquivo "vlite without waik" clicando aqui e siga as seguintes instruções:

- Depois ter o vLite instalado, baixe o arquivo "VLite Without WAIK", salve-o em algum local do HD e descompacte;
- Em seguida, copie o arquivo "wimgapi.dll" e a pasta "Wimfltr" para o interior do diretório onde o vLite foi instalado, Geralmente é "C:\Arquivos de programas\vLite"; 


Agora o vLite está totalmente funcional, sem a necessidade de baixar nenhum arquivo da Microsoft.

Boa sorte, com seu Windows mais leve, pré-configurado e personalizado!

Por Marcos Elias Picão e Tércio Pinheiro

Autor: Tércio Pinheiro
http://informaticamestre.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário