sábado, 11 de junho de 2011

O que fazer quando você não tem os drivers da impressora

Uma alternativa para continuar utilizando aquela impressora mais antiga com os SOs mais novos.

O lançamento de novos sistemas operacionais sempre causa muito alvoroço entre os usuários da rede mundial de computadores, sejam eles mais experientes ou não. Porém, as novas versões dos SOs sempre trazem alguns problemas também. Uma das primeiras dúvidas que surge na cabeça daqueles que estão migrando de sistema é se ele é compatível com o hardware utilizado na máquina.

Geralmente, a falta de compatibilidade nada tem a ver com o hardware em si, mas sim com o driver que faz a comunicação do sistema operacional com o dispositivo. Quando ocorreu o lançamento dos Windows 7, por exemplo, muitos usuários tiveram problemas para utilizar impressoras mais antigas, uma vez que os fabricantes não haviam lançado a atualização para os drivers.

Em alguns casos, por ser um modelo muito antigo, as empresas responsáveis pelos dispositivos de impressão decidiram não investir tempo e pessoal para o desenvolvimento do driver, deixando o usuário sem muitas opções. Para contornar esse problema, existe um aplicativo chamado iPrint.

Ele funciona como um driver universal, reconhecendo a maioria das marcas e modelos de impressoras. O legal é que o aplicativo oferece ótimas opções de impressão, como escolher quais páginas deseja imprimir, além de calcular em tempo real quanto de papel você economiza em cada impressão.
Para baixar o iPrint clique aqui.

Aprenda a usar

Depois de instalado, o iPrint aparece como se fosse uma impressora instalada no computador. Dessa forma, só é possível ter acesso às suas ferramentas e opções na hora de solicitar a impressão de algum documento.

Uma vez escolhido o conteúdo a ser impresso, basta utilizar o atalho Ctrl+P para ter acesso às preferências das impressoras. Na janela que aparecer, basta selecionar a opção “iPrint” em “Selecionar Impressora” e pressionar o botão “Ok” (ou “Imprimir”).


Agora sim, o programa é executado e você tem acesso às ferramentas e funcionalidades oferecidas pelo iPrint. Na parte superior da interface, o usuário encontra uma barra de ferramentas bem simples e que abriga todas as funcionalidades do programa.

Caso não queira que alguma página seja impressa, basta selecioná-la e clicar no quarto ícone da barra, o qual é responsável em marcar o conteúdo que não será enviado para a impressora. Ao fazer isso, o item selecionado fica em vermelho, avisando o usuário que aquela folha não sairá na impressão.

Além disso, também é possível imprimir mais de uma página por folha. Para isso, é só clicar nos botões exibidos em destaque na imagem abaixo. Quando tudo estiver configurado de acordo com a sua preferência, basta selecionar o primeiro ou o segundo ícone da barra de tarefa, e clicar em “Ok” para que a impressão seja iniciada.

O programa pode ser encerrado por meio do botão representado com uma mão aberta. Informações como número de páginas que serão impressas e quanto de economia você está fazendo são facilmente visíveis no rodapé da aplicação.

Pronto, agora você já pode voltar a utilizar aquela impressora mais antiga que estava encostada por falta de driver. Vale lembrar que o iPrint pode não funcionar com algumas marcas e modelos de equipamento. O InformaticaMestre não garante ou se responsabiliza pelo total e correto funcionamento da aplicação.

Por: Elaine Martins
Autor: Tércio Pinheiro

sábado, 4 de junho de 2011

Como bloquear o uso da impressora utilizando senhas

Um guia passo a passo para evitar que pessoas não autorizadas gastem tinta da sua impressora.

Quem tem problemas com uso não autorizado de uma impressora vai gostar deste tutorial. O Baixaki e o Tecmundo ensinam agora a proteger o dispositivo com senha, ou seja, só quem souber a “palavra mágica” é que vai poder enviar documentos para a impressão. É um processo simples e que pode ser realizado de duas maneiras.

Pré-requisito

O primeiro método é usando um programa extra, o PrintLock (clique para fazer o download de cerca de 1 MB - após clicar, você é redirecionado a uma página no MediaFire e deve clicar em "Click here to start download from MediaFire" para iniciar o download). Vale lembrar que esse aplicativo é gratuito somente para teste durante sete dias.

Faça você mesmo

Ao executar o PrintLock pela primeira vez, você acessa uma tela para a inserção de senhas:


A primeira (na parte de cima da janela) serve como senha de administração, ou seja, você vai usá-la para acessar o programa e modificar as senhas atuais. A segunda (na parte de baixo) é a senha da impressão, aquela que precisa ser inserida para liberar a impressão de um documento.


Após definir as palavras que protegerão a impressora de uso indevido, você clica em “OK” e recebe um aviso de confirmação na tela. A partir de então, sempre que uma impressão for solicitada, será preciso informar a senha definida por você.


Proteção nativa do Windows

Uma alternativa gratuita ao PrintLock pode ser encontrada no próprio Windows. O sistema não permite o bloqueio específico do uso da impressora, contudo, é possível limitar o uso do equipamento à sua conta se ela (a conta) estiver protegida por senha.

No Menu Iniciar do Windows 7, procure por “Dispositivos e Impressoras”. Se você usa versões anteriores do Windows, vá ao Painel de Controle e encontre a opção “Impressoras e aparelhos de fax”.


Dê um duplo clique sobre a impressora a ser protegida e, na janela que se abriu, clique em “Impressora” e depois em “Propriedades”.
Na guia “Segurança”, selecione a sua conta na seção “Nomes de grupo ou de usuário” e, mais abaixo, na seção “Permissão para Todos”, marque a caixa “Permitir” em todas as opções, tal qual indicado na imagem abaixo.
 

Agora, selecione as demais contas e marque “Negar” em todas as opções. Faça isso para todas as contas existentes no computador e clique em “OK” para confirmar.


Depois disso, apenas a sua conta – que estará protegida com senha – será capaz de imprimir documentos.

Por: Douglas Ciriaco
Autor: Tércio Pinheiro
http://informaticamestre.blogspot.com